Análise – Resident Evil 5 Gold Edition

20100116_2_1024x768

Resident Evil 5 ou Biohazard 5 no japão ,  desenvolvido pela Capcom foi e lançado para PlayStation 3 , Xbox 360 em março de 2009 e depois em setembro do mesmo ano para pc, o jogo teve uma nova versão lançada em meados 2010 denominada Resident Evil 5 Gold Edition exclusiva para os consoles, e agora em 2015 foi lançada para o pc justificando meu review sobre o game já antigo.

notas de analisesinp

Depois da queda da Umbrella Corporation, Jill Valentine e Chris Redfield ex membros da equipeS.T.A.R.S. entram na luta contra o o bioterrorismo pela organização BSAA, ( Bioterrorism SecurityAssesment Alliance ) em uma de suas missões a dupla investigava o paradeiro de Ozwell E.Spencer,o ultimo fundador vivo da Umbrella, as coisas complicam com o encontro com um ex líder dos S.T.A.R.S , Jill desaparece e é dada como morta, Chris mesmo sem sua fiel companheira continua sua luta contra o bioterrorismo. Algum tempo depois do ocorrido Chris é levado a cidade fictícia de Kijuju na africa, onde encontra sua nova parceira Sheva Alomar, a missão da nova dupla é investigar um contrabando de armas biológicas feitas por Ricardo Irving e um novo vírus chamado de Uroboros.

Bem seres, assim como já tinha dito essa analise ira falar da versão gold edition então a partir daqui haverá alguns spoilers devido a tais conteúdos dessa versão.

A versão gold trás consigo outros dois capítulos extras que tentam lembrar “separate ways” o dois são os seguintes.

Lost in Nightmares

183679-stranger

“Perdidos nos pesadelos” mostra os acontecimentos na manssão onde Jill  é dada como morta, antes apenas mostrada em algumas cenas de flashback do jogo, a campanha é curta pode ser zerada em menos de um hora, tudo se passa na mansão de Spencer, ou seja mais um motivo para recriar ou fazer um cenario parecido com a mansão de residen evil 1, como o remake do primeiro jogo da serie, é uma grande homenagem, sem tanto amor quanto o remake mas ainda sim uma boa homenagem.

qweqwvccv

A melhor parte da campanha esta na ambientação, é como jogar os jogos antigos, o medo do desconhecido esta presente, a musica e efeitos de luz dão um clima sombrio e sinistro, um grande contra ponto da resident evil 5 já que é bem mais frenético e claro que os seu antecessores, durante a aventura na casa, medalhões puderam ser coletados tanto nessa campanha quanto a DesperateEscape, estes Score Stars servem apenas para um troféus e marcar pontos ao longo da trama, parte dos problemas enfrentados é a falta incentivos para rejogar, falta de armas novas e até de inimigos, praticamente um coito Interrompido quando se nota o potencial. O grande motivo da falta de novas criaturas é que tudo se passa antes da trama principal de Re5, assim não podendo utilizar inimigos já vistos, então foram criados novos monstros; ops desculpa apenas um novo monstro, que você vera vários ate o fim, não da para intender do motivo de não se criar mais um ou dois inimigos diferentes ou reutilizar algum clássico já existente no universo.

Desperate Escape

180618-stranger

A segunda campanha chamada de “Fulga desesperada” mostra como Jill Valentine se juntou a Josh Stone  trilhou seu caminho até Sheva e Chris, não vou mentir essa era a campanha que mais esperava jogar, esperando algo muito proximo ao Seprate Ways do resident evil 4 mostrando coisas que Jill fez por traz dos panos, ainda mascarada ou cenas de como wesker após a queda, como ele implatou Las plagas em seu peito, se ele pegou alguma mostra e se usou o T-virus que continua no corpo da Jill, mas acaba sendo algo bem preguiçoso e mal feito sem explorar nada.

saeaf

Se Lost in Nightmares é um filme de horror e suspense, Desperate Escape é um filme ruim de ação, foco da míni trama é passar a informação por rádio para Chris para derrotar Wesker e depois se juntar aos dois, se prepare para um dos maiores desafios do game, para os jogadores que terminaram a historia principal sabem que o grandes problemas de resident evil 5 estavam nas partes de ação frenética contra inimigos com armas de fogo, devido aos controles antigos ( não andar e atirar ao mesmo tempo ) a ação é quase um modo mercenários, com cenários a quais você não se lembrara com milhares de inimigos repetidos sem nenhum motivo, único diferencial é a possibilidade de jogar com Josh.

notas de analisesjo

A jogabilidade é sempre um dos pontos negativos quando falamos dos residents atuais, Re5 talvez seja o titulo que mais sofre com isso, muito de seu antecessor esta nele mira com câmera sobre o ombro, inimigos que dão drop em itens, ataques corpo a corpo quando inimigos estão tontos ou incapacitados, e é claro mais quick time events, tudo que um bom game deveria ter mas com estilotank clássico isso se transforma em um desastre, nada que deixe injogavel, mas impossível não comparar com Dead Space que tinha saído um ano antes com foco bem maior em suvivor e bem mais agradável de jogar.

nawewotas de analises

Resident Evil 5 foi o primeiro jogo da serie principal a ter um modo multiplayer, inicialmente apenas o modo co-op no qual você e um amigo poderiam jogar por meio de tela dividida menos na versão do pc que conta apenas com co-op online. O modo versus foi adicionado na gold edition, onde conta com três modos de jogo, o Slayer onde de dois a quatro jogadores no cenários lutão pela melhor pontuação matando inimigos do game, Team Survivor, nesse modo de jogo podem se formar duplas de no máximo dois versus dois a onde a pontuação aumenta com a morte dos inimigos clássicos do game e com dos players da equipe rival, o ultimo Survivor igual ao anterior mas os personagens apenas contam com armas básicas.

sadargdftg

Para complementar e falar de mais um conteúdo exclusivo dessa versão vamos falar de “Themercenaries Reunion” nada mais do que um pacote de personagens extras para o modo mercenaries, um pouco mais bem humorado alguns dos personagens tem golpes corpo a corpo muito toscos e outros que te lembraram alguma cena de um anime de comédia.

notas de aasdjpg

A parte gráfica de resident evil 5 é ótima, game foi lançado em 2009 e ainda tem gráficos superiores em muitos aspectos que seu sucessor Resident evil 6, desde captura de movimento até cenas deação todo clássico de filme B que sempre deve na serie mas com ar de grande produção, nota dada é com base em games que temos agora no mercado e últimos da geração passada porque se fosse com base na época do lançamento seria fácil dada a nota de 9.5 .

notas de analises asgjg

A trilha e efeitos do game conta com nomes de peso como, Hideki Okugawa que já compôs musicas de games como Dead Rising, Onimusha 2 e 3, Street Fighter III entre outros, outro já conhecido por seus trabalhos na Capcom é Kota suzuki, que já fez varios trabalhos entre alguns games da serie e outros grande títulos, os efeitos todos na mão de Hideaki Utsumi que garantiu a qualidade que só sobe a cada titulo infelizmente deixou a capcom logo após o lançamento do jogo.

notas de analisefinals

Resident Evil 5 é um grande final de ciclo para serie, na minha opinião o final que a serie merecia antes de um reboot, desde seus principais criadores e nomes por trás de sua produção, Resident evil 5 tentou em muitas partes melhorar e repetir conceitos criados no seu antecessor, trazendo uma historia que até seu lançamento fecharia quase todos pontas soltas, e as poucas que ficaram deixaria mais portas abertas para spinoffs, é triste fazer uma análise de um game antigo e comparar com seus sucessores e ver que as pessoas envolvidas antes amavam o que faziam e hoje uma grande serie se perde na galhofa e com uma história arrastada que já teve um fim a muito tempo.

 

 

 

 






postado em by levelcom categoria Level01news

Adicionar um comentário